Cerca de 120 mil computadores poderão ser doados, por ano, a populações carentes do país e periferias das grandes cidades, para que tenham acesso a serviços informatizados. Trata-se do programa Computadores para Inclusão, que o governo federal lançará durante a Semana de Inclusão Digital, que está sendo realizada em São Paulo.

O secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, explicou que o projeto faz parte do plano de inclusão digital do governo federal, que busca promover a inclusão social e combater a pobreza e a violência por meio da informática.

?Esta ação compõe o Plano de Inclusão Digital, previsto no PPA (Plano Plurianual) e nos permitirá reciclar computadores que o governo vai descartar e recolocá-los a serviço das políticas de inclusão digital. Nós imaginamos que algo em torno de 120 mil computadores/ano possam ser recuperados a partir das máquinas que o governo substituir nas ruas redes, nas diversas empresas estatais e nos órgãos da administração direta?, disse.

Rogério Santanna explicou que esse projeto já foi testado com sucesso em outros países. No Canadá, por exemplo, cerca de meio milhão de computadores já foram encaminhados às escolas para programas de inclusão digital.