O governo enviou ao Congresso Nacional o projeto de lei que destina R$ 430 milhões para a reforma agrária em todo o país. Essa é a primeira parcela da suplementação orçamentária de R$ 1,7 bilhão anunciada em abril pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A informação é do ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, que se reuniu com representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), entidade que promove em Brasília o manifesto Grito da Terra Brasil 2004, de pequenos agricultores.

O ministro também anunciou a liberação de mais de R$ 4 bilhões para a agricultura familiar no atual ano safra e reafirmou a meta de assentar 115 mil famílias até dezembro. Hoje (19), Rossetto participa de audiência do presidente Lula com as lideranças da Contag.

“São 30 mil famílias em processo de assentamento pelos números de abril. Devemos chegar no mês de junho superando o número de famílias assentadas em todo ano de 2003”, destacou o ministro Rossetto. Foram 15,4 mil famílias colocadas sobre a terra e aproximadamente outras 15 mil com projetos de assentamentos criados.