O ala Paulo Baier, com dois gols, foi o autor da festa do Goiás que, neste
sábado à noite surpreendeu o Botafogo com uma goleada de 4 a 0. Um resultado
humilhante para o líder do Brasileirão, que, além de manter uma escrita de 10
anos e 11 jogos sem vencer o time goiano no Serra Dourada, ainda perdeu a
invencibilidade e o aproveitamento de 100% . Com o resultado, o Goiás assumiu a
6a. posição na competição, que ainda é liderada pelo Fluminense; o Botafogo
continua em segundo lugar.

"Graças a Deus voltei à minha forma", disse
Paulo Baier, que vem de uma contratura na coxa direita. "Jogamos bem, não
deixamos o Botafogo respirar e agora nosso time vai mostrar o seu valor", disse
o artilheiro do Campeonato Goiano, com 13 gols este ano. "Vencer o líder nos dá
moral", disse.

Agora o Goiás pega o Paysandu no Mangueirão, em Belém
(PA), sábado às 16 horas, enquanto o Botafogo jogará no domingo, às 16 horas,
contra o Atlético-PR, no Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ).

No primeiro
tempo, o Botafogo tratou de se defender de um afobado Goiás. Como resultado, os
melhores lances aconteceram de bola parada: aos 42 minutos, com César Prates
cobrando falta para defesa segura de Harlei, e aos 44 minutos, na boa defesa de
Jefferson no chute de Rodrigo Tabata.

No segundo tempo, o Botafogo ficou
bem fechado, com a zaga jogando em linha. Mas o time do Goiás superou a marcação
pressionando e acuando o adversário. Perdeu boas chances com Souza, Rodrigo
Tabata e Juliano.

Mas conseguiu marcar, aos 12 minutos, a partir de uma
jogada do estreante Romerito (ex-Santo André) pela esquerda; ele deixou Souza
livre, na frente do gol, para fazer 1 a 0. Paulo Baier fez 2 a 0 aos 32 minutos,
cobrando um pênalti. E o próprio Paulo Baier escorou cruzamento de Jadilson, que
Souza não aproveitou, para ampliar para 3 a 0 no canto direito de Jefferson.
Para fechar a goleada, Rodrigo Tabata fez 4 a 0 aos 44 minutos.