O gerente de Segurança de Informação da Caixa Econômica Federal (CEF), Delfino Natal de Souza, prestou um longo depoimento à Polícia Federal (PF) sobre o funcionamento do setor de informática do banco. Souza estava acompanhado de mais três funcionários da CEF: os advogados Jailton Zanon da Silveira e Elton Nobre de Oliveira e o presidente da comissão de sindicância, Marco César Cazali.

Eles chegaram à PF por volta das 9 horas e saíram somente agora pouco "Só prestamos informação na área de informática para municiar os peritos da PF", afirmou Silveira. Com base nesses esclarecimentos, os peritos da polícia tentarão identificar os responsáveis pela quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa, mais conhecido como "Nildo", uma vez que a instituição financeira dispõe apenas dos nomes dos encarregados pela máquina que acessou o extrato dele. É aguardado agora à tarde o comparecimento de pelo menos um desses responsáveis, intimados pela PF.