A implantação do software especialmente criado pelo governo paranaense fez com que o tempo de espera da Farmácia Especial da 2.ª Regional de Saúde diminuísse de cerca de até oito horas, em 2002, para no máximo uma hora. O programa foi desenvolvido pela Companhia de Informática do Paraná com supervisão de equipe técnica da Secretaria da Saúde, no início deste semestre.

Agora, este mesmo software deverá ser implantado nas outras 21 Regionais de Saúde, fazendo com que, além de diminuir o tempo de espera dos pacientes, a Central de Medicamentos do Paraná (Cemepar) disponha de acompanhamento em tempo real da dispensação dos medicamentos. ?Esta ação faz parte da nossa estratégia para melhorar cada vez mais o serviço público. Estávamos lutando nesta questão há muito tempo e agora alcançamos o nosso objetivo. O vencedor é, sem dúvida, o paciente?, afirmou o secretário da Saúde, Cláudio Xavier.

A atualização da dispensação é feita em tempo real entre a Farmácia Especial e o Cemepar. ?Estamos organizando este projeto para implantá-lo em todas as Regionais de Saúde do Estado. Quando ele ficar concluído, teremos um controle de estoque absoluto desse tipo de medicamentos e poderemos melhorar nosso planejamento?, analisa o diretor do Cemepar, Luiz Ribas. Segundo ele, o projeto está em fase final de elaboração e logo deve ser colocado em prática.

O software levou oito meses para ser produzido. ?Foi desenvolvido em software livre, como é a política de informática do Governo do Estado?, afirmou o assessor de tecnologia da informação da Secretaria, Élcio Jorge Marcowcz. Ele explicou ainda que diversas discussões foram feitas com profissionais do Cemepar, Celepar e Regional de Saúde com o objetivo de adaptar o programa para que ele se enquadrasse totalmente dentro das expectativas. ?E ele ainda está aberto para novas funcionalidades?, avisa.

Para o diretor de Informática da Secretaria de Saúde, Sérgio Sotto Maior Pereira, o novo sistema reduz o incômodo da espera e agiliza o atendimento para a população que necessita da Farmácia Especial. ?A implantação do sistema é um compromisso deste governo com o usuário no sentido de agilizar o atendimento, minorando os problemas de espera?, conta.

?A nossa maior dificuldade foi fazer um programa muito amplo, já que ele vai funcionar em locais com grande fluxo de atendimento e também em outros onde o fluxo é menor?, disse a analista de informática da Celepar, Elaine Kawa. Segundo ela, hoje, o foco do software são os medicamentos excepcionais, mas, na seqüência, ele pode ser implantado em outros programas de assistência farmacêutica.

Exemplo

Em Curitiba, o software já funciona na Farmácia Especial da 2.ª Regional de Saúde desde o segundo semestre deste ano e foi aprovado pelos gestores e usuários. ?Ele gerencia todo o processo da farmácia, desde o cadastro dos pacientes até a dispensação, passando inclusive pela auditoria?, explica a diretora da 2.ª Regional de Saúde, Marinalva Gonçalves da Silva. Segundo ela, as pastas de papéis e o trabalho manual continuam como arquivo, mas agora praticamente não são mais utilizados.

A implantação do programa na Farmácia foi mais uma das ações adotadas pelo Governo do Estado para melhorar o atendimento à população. Adriana Borges, dona de casa de 25 anos, pega medicamentos há quatro anos para hemodiálise. ?Com as reformas ficou muito bom?, diz. Segundo ela, o atendimento também melhorou muito. ?O tempo de espera agora é de no máximo 30 minutos?, afirma.

A dona de casa Maria José, 40, há dois anos apanha medicamento para doença renal crônica na farmácia. ?Antigamente o atendimento demorava demais e agora ficou mais rápido. Em alguns dias cheguei de manhã e só saí depois do almoço?, conclui. O aposentado Tomás Ferreira, de 57 anos, também exalta o tempo de atendimento. ?A espera diminuiu muito, já cheguei a esperar oito horas. Com a informatização está bem mais rápido?, finaliza.