Geninho não é mais técnico do Goiás. Ele anunciou sua saída do time alviverde nesta segunda-feira (7), após reunião com o presidente do clube, Pedro Goulart, e não escondia sua chateação com a perda do Estadual para o Atlético Goianiense.

"Eu preferi deixar os dirigentes do clube à vontade para que o Goiás inicie o Campeonato Brasileiro com outra filosofia de trabalho", disse.

Seu destino é incerto, mas é provável que o técnico acerte rapidamente com outro time da Série A. Geninho acredita que a saída neste momento mantém as portas do clube abertas para o futuro. "Tenho raízes em Goiás. Sei que posso voltar para cá um dia", afirmou.

Em suas duas passagens pelo Goiás, Geninho disputou 111 jogos, com 54 vitórias, 31 empates e 26 derrotas. O time foi campeão estadual de 2006, conseguiu vaga na Copa Libertadores do mesmo ano depois do terceiro lugar no Brasileirão de 2005 e disputou três edições da Copa sul-americana.