Denis Ferreira Netto
A Secretaria de Educação admitiu o
atraso no repasse do vale-transporte.

Funcionários de escolas públicas estaduais realizaram hoje pela manhã uma manifestação em frente a escola Leôncio Correa, no bairro do Bacacheri, zona norte de Curitiba. A categoria reclama que há dois meses a Secretaria Estadual da Educação não repassa o vale-transporte para os servidores. Muitos estão indo trabalhar a pé porque não tem dinheiro para pagar o ônibus.

O atraso no repasse do benefício acontece com freqüência, denunciam os funcionários, só que dessa vez já chega a quase dois meses. Os servidores reclamaram ainda que estão há oito anos sem aumento, e a base salarial da maioria desses trabalhadores é de R$ 228,00. Os trabalhadores prometem aderir à greve geral dos professores, que deve iniciar dia 17 deste mês. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)