O Fórum Social Mundial (FSM), que está sendo realizado neste ano em vários países, começa hoje (24) em Karachi, no Paquistão. Até quarta-feira (29), no policêntrico FSM 2006, serão discutidos o imperialismo; a militarização e conflitos armados na região e movimentos pela paz; o direito aos recursos naturais, o controle da população e privatização e disputas fronteiriças; o desenvolvimento do comércio e globalização; justiça social; e direitos humanos, entre outros assuntos. Como eixos transversais serão também debatidos temas como globalização; patriarcado; regime de castas, racismo e exclusões sociais; sectarismo religioso, políticas de identidade e fundamentalismo e militarismo e paz.

Representantes de quase todos os países do mundo participarão das discussões e da cerimônia de abertura, que será realizada no Ginásio People’s Stadium Lyari. Do escritório do FSM no Brasil estarão em Karachi, durante os seis dias do encontro, José Correa Leite e Moema Miranda. Os debates serão feitos no Complexo Esportivo KMC, na National Coaching Center, na Biblioteca Nacional Liaquat, no Parque Nishtar e nos auditórios das faculdades de Engenharia Dawood, Adamjee, de Medicina Jinnah e Islamia.