A força-tarefa do Ministério Público Federal que investiga a remessa ilegal de dinheiro ao Exterior via contas CC-5 apresentou hoje duas novas denúncias à 2ª Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba. Ao todo, são 55 pessoas envolvidas, entre proprietários, gerentes e laranjas da Golden Câmbios Sociedade Anônima e dos bancos Araucária e Integración. Eles respondem por operações ilícitas que envolvem aproximadamente R$ 6 bilhões.

Os denunciados estão sendo acusados de gestão fraudulenta, formação de quadrilha, evasão de divisas e por prestar informações falsas ao Banco Central. As penas previstas para cada crime variam de um a doze anos de reclusão, além do pagamento de multas. As denúncias são resultado da continuidade das investigações da primeira força-tarefa, formada em maio de 2003.

Em agosto deste ano, o MPF já havia apresentado denúncias contra outras 194 pessoas, em nove ações penais, por crimes de falsidade ideológica, gestão fraudulenta e evasão de divisas. Deste total, onze já tiveram prisão decretada pela Justiça Federal. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)