A Força Nacional de Segurança (FNS), que atua no Rio desde o início do ano, foi empregada na tarde deste domingo (25) pela primeira vez em um jogo de futebol. Cerca de 55 homens foram convocados, a pedido da Secretaria de Segurança do Rio, para fazer o patrulhamento dentro do Maracanã e nas proximidades do estádio, em auxílio à Polícia Militar do Estado, durante o jogo entre Flamengo e Vasco pela semifinal da Taça Guanabara. O objetivo do reforço é dar aos agentes da FNS uma espécie de treinamento para os Jogos Pan-Americanos, que serão realizados em julho. "A FNs está fazendo um intercâmbio prático operacional conosco. O trabalho deles é exemplar, perfeito, muito profissional", elogiou o major Marcelo Pessoa, comandante do Grupamento Especial de Policiamento do Estado (GEPE) da PM, responsável pelo policiamento no Maracanã.

Convocada pelo governador Sérgio Cabral (PMDB) no início de seu mandato para reforçar a segurança depois da onda de ataques criminosos do final de dezembro, a Força Nacional atua nas divisas do Estado e dá suporte a ações da PM. Treinada pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Rio, a FNS já fez a contenção, por exemplo, de conflitos em favelas como a do Complexo do Alemão.