O advogado Marcus Rangoni, que representa Renata Senna, filha do ganhador da Mega Sena Renné Senna, assassinado em Rio Bonito (Grande Rio), confirmou hoje que sua cliente recebeu ameaças de morte no ano passado. Mas disse que Renata suspeita que a viúva de Senna, Adriana Almeida, tenha sido a autora das ameaças. A defesa de Adriana, presa desde o dia 30, sustenta que o crime tenha sido cometido por um irmão do milionário, Miguel Senna.

?Minha cliente está sendo acusada sem provas?, disse o advogado de Adriana, Alexandre Durmans, sobre o depoimento de um advogado identificado como Augusto. Ele disse ter sido procurado por Renata, que lhe contou que foi ameaçada pelo tio Miguel. A estratégia da defesa de Adriana será mostrar divergências entre a família de Senna por causa do prêmio, de R$ 52 milhões. ?Isso não existe?, afirmou Rangoni.