Numa decisão inédita, a Fifa anulou um jogo das Eliminatórias Asiáticas para a Copa de 2006 por causa de um erro da arbitragem. O confronto aconteceu sábado e teve a vitória da seleção da casa, o Usbequistão, sobre o Bahrein, por 1 a 0, mas terá que ser disputado novamente.

Usbequistão e Bahrein terminaram em terceiro lugar em seus grupos nas Eliminatórias Asiáticas e disputam uma vaga para a respecagem contra uma seleção da Concacaf – desse confronto sai um classificado para a Copa de 2006. Na Ásia, Japão, Irã, Arábia Saudita e Coréia do Sul já estão confirmados no Mundial da Alemanha.

O erro

Jogando em casa, no sábado, o Usbequistão vencia por 1 a 0 quando teve um pênalti a seu favor. Djeparov bateu e marcou o gol, mas o árbitro japonês Toshimitsu Yoshida anulou o lance, apontando invasão de área do jogador Kapadze, também do Usbequistão.

Como manda a regra, o árbitro devia mandar voltar o lance e o Usbequistão teria direito a nova cobrança. Mas ele errou e marcou tiro livre indireto para o Bahrein.

Diante do protesto do Usbequistão, que pedia para ser apontado como vencedor do jogo, por 3 a 0, a Fifa reconheceu nesta terça-feira o erro do árbitro e anulou a partida. Assim, as duas seleções não irão mais se enfrentar nesta quarta-feira no Bahrein, como estava previsto.

O primeiro jogo do confronto foi remarcado para dia 8 de outubro, novamente no Usbequistão. E a partida de volta será dia 12 de outubro, no Bahrein.