O presidente Fernando Henrique Cardoso destacou, há pouco, durante palestra para estudantes e intelectuais ingleses, o aspecto positivo do processo de transição para comprovar a consolidação da democracia brasileira. Bem humorado, o presidente lembrou que, nos últimos 40 anos, nenhum chefe de estado brasileiro teve condições de transmitir o poder para outro presidente eleito pelo voto direto. “Isso só já teria motivo para alegria. Além disso, o meu sucessor não é só um homem de oposição, mas um específico tipo de oposição que foi muito agressiva nos últimos anos”, disse.

Outra prova da força da democracia brasileira, acrescentou o presidente, é o fato de Lula ser um homem de origem popular. “Conheço meu suscessor há 25 anos e ele é um homem da classe trabalhadora. Então, é importante reconhecermos que a democracia no Brasil está assegurada, já que elegemos um homem que não fazia parte do stablishment”, afirmou.