O Festival de Artes da Rede Estudantil (Fera), realizado até sábado em Maringá, envolve 50 municípios também dos núcleos regionais de Paranavaí e Loanda, e 4 mil estudantes que participam nesta etapa.

A movimentação começa cedo, por volta das 6h, nos 14 alojamentos, onde os alunos tomam o café da manhã. Em seguida 59 ônibus transportam os adolescentes até o Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro onde se iniciam as atividades programadas para cada um dos cinco dias de trabalho e muita diversão. São 24 oficinas para alunos e cinco oficinas para professores sobre artes literárias, audiovisual, circo, teatro, dança, artes visuais e música, com participação média de 250 alunos cada.

Depois do intervalo para o almoço, o Fera continua com mais 15 atrações diárias como Mude o Visual (camarim de época executando penteados cênicos e maquiagem) e Interatividade (palestras e espaço de internet). Ainda à tarde, são oferecidas 23 atividades, entre elas, gastronomia, café literário, exposição de artes e cinema. Os alunos não param antes das 20h, quando voltam para os seus respectivos alojamentos.

A comunidade em geral, tem acompanhado as atrações artísticas do final do dia, a partir das 17h. Na tarde de quarta-feira (02), a Companhia de Teatro ?Tok Potok?, de Londrina, foi muito aplaudida por seu espetáculo clown. A companhia existe há um ano e é composta de cinco integrantes, três atores e dois técnicos de audiovisual. Após ter concluído o curso de Artes Cênicas na Universidade Estadual de Londrina, os colegas Manuel Fabrício (Palhaço Rebuçado), Janaína Chello (Palhaça Pipinela), e Giovana Augusto (Palhaça Churumela), resolveram criar o seu próprio meio de trabalho. Ainda em 2005, os três se juntaram a mais dois amigos e participaram do Fera, daquele ano, quando ministraram oficinas sobre áudio visual.

A atração principal no III FERA 2006, desta quinta-feira (03), será um espetáculo de dança, que será apresentado 17h, pela companhia provisória ?Perambulá?, de Curitiba. A partir das 16h45 sairá ônibus da Praça de Convivência Comunitária, de 15 em 15 minutos, levando o público até o Parque de Exposições, Francisco Feio Ribeiro.