A levantadora Fernanda Venturini, que se despediu do vôlei em maio de 2006 com o seu 12º título de campeã brasileira, voltará às quadras jogando pelo espanhol Grupo 2002 Murcia, time que é quase uma seleção – conta com a russa Sokolova, a polonesa Malgorzata Glinka, a dominicana Annerys Vargas e a norte-americana Nancy Metcalf. O clube também acaba de contratar o técnico argentino Hugo Jáuregui.

O técnico Bernardinho confirmou nesta quinta-feira (1.º) que sua esposa recebeu o convite e vem conversando com o Murcia há três dias. Fernanda fez a transferência para não perder o prazo de inscrição, que terminava no dia 31 de janeiro. Ainda acerta detalhes com o clube, mas deve viajar em 11 de fevereiro.

O contrato entre Fernanda, que está com 36 anos, e o Murcia terá duração curta, até o dia 10 de maio, e a levantadora pode disputar até três competições: a Copa da Rainha, o Campeonato Espanhol e a Copa da Europa.

Segundo Bernardinho, o maior estímulo para Fernanda voltar às quadras seria disputar o torneio europeu, uma novidade para as mulheres brasileiras do vôlei. Mas antes terá de ajudar o seu time a se classificar para o Europeu.

"Minha contratação visa a ajudar a equipe a sair de uma situação difícil e conseguir a vaga no Europeu", informou Fernanda em nota oficial.

O que poderia dificultar a decisão de Fernanda, segundo Bernardinho, é a filha Júlia, de cinco anos, e o fato de a jogadora administrar a sua agenda de palestras. O técnico da seleção brasileira masculina é muito requisitado. Além disso, ela administra a casa e cuida da família.

"Decidi aceitar por vários motivos: o campeonato já está numa fase decisiva, mais gostoso de jogar. Vou ficar lá só por três meses. A equipe de Murcia possui grandes jogadoras, como a Sokolova, a Glinka e a Vargas, o que me motiva ainda mais. A cidade é agradável, litorânea, não faz muito frio. E depois de muitos anos de carreira, será a primeira vez que vou jogar no exterior. Sempre recebi convites, mas optava por ficar no Brasil", explicou Fernanda.

"Apóio qualquer decisão que ela tome", disse Bernardinho.