Mesmo com aprovação de proposta em contrário, foi mantida a convenção nacional do PMDB no próximo domingo. Segundo o presidente nacional do partido, deputado Michel Temer (SP), há dois atos de convocação para domingo: um da Executiva Nacional e outro de 11 diretórios regionais. Pelo Estatuto do PMDB, um terço dos 27 diretórios regionais podem convocar a Convenção Nacional.

Numa reunião que durou mais de quatro horas, a Executiva Nacional do PMDB aprovou, por nove votos a oito, proposta do presidente do partido em Santa Catarina, Renato Vianna, que dá 48 horas para que os ministros do peemedebistas os cargos A proposta também prevê o adiamento da convenção para 2 de março do próximo ano.

Para o senador Renan Calheiros (AL), a proposta é inócua e "só divide o partido". Ao confirmar a convenção no domingo, Temer disse que os convencionais do partido é que vão decidir a permanência do PMDB no governo. Calheiros disse que vai continuar insistindo no diálogo para adiar a convenção.