O ex-tesoureiro do Partido Liberal (PL), Jacinto Lamas, deve prestar novo depoimento hoje (9) na Polícia Federal em Brasília. Em seu primeiro depoimento, na semana passada, Lamas confirmou que fazia saques nas contas bancárias das agência de publicidade do empresário Marcos Valério a pedido do presidente nacional da legenda, Valdemar Costa Neto.

De acordo com Lamas, o dinheiro era levado para a casa de Costa Neto. Ele disse que os recursos eram destinados para a campanha eleitoral, mas não soube explicar seu uso dentro do partido.

No dia 1º deste mês, Costa Neto renunciou ao mandato de deputado federal. De acordo com informações da Polícia Federal, ele será chamado para depor. Os investigadores querem explicações sobre a destinação do dinheiro sacado das contas do empresário Marcos Valério, apontado pelo deputado Roberto Jefferson como responsável pelo suposto pagamento de mesadas a parlamentares, o chamado "mensalão".