Brasília ? O ex-assessor de imprensa do Ministério da Fazenda, Marcelo Netto, negou-se a responder as perguntas da Polícia Federal (PF) sobre a violação de sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa. Segundo a PF, Netto usou a prerrogativa de investigado para não dar nenhuma declaração. O jornalista não foi indiciado.

As informações foram dadas pela assessoria de imprensa da PF, após o depoimento de Netto, esta manhã. Marcelo Netto é suspeito de ter passado os dados bancários de Francenildo para a revista Época, que publicou um extrato da conta do caseiro em sua edição semanal.

Segundo a assessoria, Netto negou que estivesse fugindo do depoimento. Desde a semana passada, o jornalista não era encontrado pela PF para ser intimado.