Repartições públicas do Poder Executivo estadual entrarão em férias coletivas, entre os dias 27 de dezembro e 7 de janeiro. O decreto foi assinado pelo governador Roberto Requião, pela secretária da Adminstração e da Previdência (Seap), Maria Marta Lunardon, e pelo chefe da Casa Civil, Caíto Quintana.

Serviços essenciais, como na área de saúde e segurança pública, e repartições como o Detran, no entanto, não paralisarão as atividades e funcionarão normalmente. O artigo 3º do decreto deixa claro que as férias coletivas não se aplicarão às unidades que, por sua natureza, não admitam paralisação e às atividades administrativas e técnicas que devam ser mantidas ou finalizadas no período.

Os dias 12 de férias coletivas serão descontados das férias regulares dos servidores. No final do ano passado, também foi decretado recesso coletivo.