O Estado do Paraná está obrigado a indenizar Arnobi Lopes da Silva em R$ 52 mil por danos morais. Ele ficou preso indevidamente durante três anos, entre 1998 e 2000. A decisão é da 2.ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça paranaense. Cabe recurso. O relator, desembargador Bonejos Demchuk, confirmou o entendimento do juiz de primeira instância, Joseli Dittrich Ribas. Porém, o valor fixado de indenização em 200 salários mínimos, foi convertido em R$ 52 mil, mais juros contados a partir da data do fato. A decisão foi unânime.