Um dos 17 irmãos do presidente Lula, Odair Inácio de Góis, de 52 anos, morreu, por volta das 22h30 de ontem, após dar entrada no Pronto-Socorro do Hospital Central de São Bernardo do Campo, no Grande ABC. Com fortes dores no peito, Odair foi levado às pressas ao pronto-socorro. Ele estava internado havia 3 anos em uma clínica de repouso, pois perdeu o movimento das pernas e braços em decorrência de alcoolismo. Odair era irmão de Lula apenas por parte de pai. Mesmo socorrido por uma equipe médica, o irmão de Lula não resistiu. Um enfarte seguido de parada cárdiorrespiratória foi o que causou a morte de Odair, cujo corpo está sendo velado no Cemitério da Paulicéia localizado na rua Júlio de Mesquita, nº 1.055, no bairro da Paulicéia, na mesma cidade.

O enterro ocorrerá no mesmo local às 15h desta quarta-feira. Alguns parentes de Odair informaram à imprensa que o Planalto foi avisado sobre a morte de Odair. Segundo ainda um dos irmãos de Odair, o presidente Lula não deve comparecer nem ao velório nem ao enterro. A relação entre o presidente e esta parte da família sempre foi muito distante. Este é o segundo irmão do presidente que morre em apenas 1 mês. Na tarde do dia 16 de dezembro do ano passado, aos 41 anos, João Inácio da Silva Neto morreu vítima de câncer. Ele ficou internado no Hospital do Câncer de São Paulo durante 58 dias e teve falência múltipla dos órgãos.