O ministro da Educação, Cristovam Buarque, deixou claro que sua intenção é colocar as crianças especiais em escolas de ensino regular. Buarque se manifestou, durante a semana, a favor da integração durante o lançamento do programa ?Educação Inclusiva: Direito à Diversidade?, em Brasília. Segundo ele, ?nenhuma criança pode ser excluída em função da cor da pele, raça, gênero ou por ser portadora de qualquer tipo de necessidade especial?.

A preocupação do Ministério da Educação com a inclusão social das pessoas com deficiências físicas e mentais vem sendo muito bem aceita e valorizada pela maioria dos profissionais que trabalha com educação especial. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)