As empresas de construção registraram crescimento real de 12,2% no valor total das obras e serviços executados em 2004, em relação ao ano anterior, segundo a Pesquisa Anual da Indústria de Construção divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o IBGE, o resultado se deve à boa performance da economia como um todo e de algumas medidas setoriais que foram adotadas

As construções para o setor público se recuperaram e tiveram aumento real de 21,4%, em relação a 2003. A pesquisa registrou 109 mil empresas de construção em atividade no País em 2004, empregando 1,6 milhão de pessoas, número 6,3% superior ao de 2003. Essas empresas pagaram salário médio mensal de três salários mínimos (mesma média do ano anterior), num montante de R$ 15,3 bilhões em salários no ano e realizaram obras e serviços no valor de R$ 94 bilhões

A receita proveniente de obras e serviços no exterior alcançou R$ 2,2 bilhões. A pesquisa mostra também que, no que diz respeito ao porte das empresas em relação ao universo total, as pequenas continuaram na liderança (41,7%) do valor das construções