Se você é daqueles que não pode ver um piano e já pensa em dedilhar as teclas do instrumento, irá se sentir em casa na oficina de Robson Luiz Barbosa, 36. O empresário, que trabalha com o instrumento há 20 anos e está há oito na Vila Maria, no Novo Mundo, garante que não se incomoda com a mania da maioria das pessoas que passam por lá. “É bom usar, o piano não pode ficar parado”, diz.

Leia a matéria completa.