O empate técnico entre o candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, e Ciro Gomes, da Frente Trabalhista, de acordo com pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto Datafolha e publicada ontem, animou os empresários, que em sua maioria apoiam o tucano, segundo Júlio Sérgio Gomes de Almeida, diretor-executivo do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi). ?É uma nova esperança, porque está ocorrendo o que ninguém achava que ia acontecer?, afirmou.  A pesquisa divulgada ontem mostra Ciro com 20% das intenções de voto e Serra com 19 %, em empate técnico. O candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, lidera a pesquisa, com 37% das intenções de votos.

Gomes de Almeida ressalvou, porém, que apesar da maioria apoiar Serra, ainda há muitos partidários de Ciro Gomes. Ele tem dúvidas, no entanto, se esse novo ânimo será suficiente para aumentar as contribuições para a campanha de José Serra. ?Não sei se estão ou não dando dinheiro. E voto de empresário não vale muito, o que vale mesmo é o dinheiro, é o financiamento?, avaliou.