cori2051204.jpgO empate sem gols entre Flamengo e Coritiba representou o baixo nível técnico do confronto realizado neste domingo no Maracanã, pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de o time carioca precisar da vitória para fugir da ameaça de rebaixamento para a Série B, seus jogadores criaram poucas jogadas ofensivas e foram contidos pela formação defensiva do adversário.

Com o resultado, o Flamengo totalizou 50 pontos na tabela de classificação do Brasileiro e o Coritiba passou a ter 58. Mesmo com o empate, a equipe carioca permaneceu próxima à zona do rebaixamento, na 17ª posição, com apenas dois pontos de vantagem para o Vitória, que é o 21º colocado.

Durante todo o primeiro tempo, o Flamengo tentou pressionar o Coritiba, mas não obteve sucesso. Os dois times erraram muitos passes e ambos os goleiros não realizaram nenhuma defesa importante.

A cobrança de falta no travessão, feita pelo meia Ricardinho, do Coritiba, aos dois minutos do segundo tempo, passou a impressão de que a etapa final seria melhor do que a primeira. Mas o panorama da partida pouco mudou. Exceção para duas oportunidades de gol para o Flamengo.

Com uma postura ainda mais defensiva, o Coritiba passou a ceder espaços para o Flamengo. Aos 17 minutos, em uma cobrança de escanteio pela esquerda, o atacante Dimba, livre de marcação na pequena área, cabeceou a bola para fora. Em seguida, aos 28, foi a vez do meia Zinho, que substituiu Ibson, cobrar uma falta no travessão.

Ao final da partida, os torcedores do Flamengo xingaram vários jogadores do time e o técnico Andrade. O atacante Dimba, o meia Felipe e o treinador foram os mais hostilizados.