Foto: Arquivo
Embrapa realiza pesquisas sobre novas variedades.

A Embrapa Uva e Vinho, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, lança no dia 24 de fevereiro nova cultivar de uva para a produção de vinhos de mesa. Batizada como BRS Margot, a variedade surge como uma alternativa para a competitividade do vinho brasileiro. Suas características combinam a qualidade dos vinhos finos com a rusticidade e baixo custo de produção. Outra vantagem da BRS Margot é a resistência a doenças, característica comum das cultivares híbridas, além da alta produtividade, diferentes ciclos produtivos e adaptação climática às diferentes regiões. Apesar de apresentar as facilidades de produção das uvas comuns, a nova variedade possibilita a elaboração de um vinho com características das uvas finas. Recomendada para a produção de suco e vinho tinto de mesa, o vinho da BRS Margot possui cor vermelho rubi e aroma de intensidade média. Não possui amargor e o seu retrogosto é agradável. Considerado de estilo jovem, com algum potencial de guarda, o vinho pode ser consumido a partir de sua elaboração até cerca de três anos após. O lançamento da nova cultivar foi parte da programação da XI Fena Vindima, realizada em Flores da Cunha/RS, na Vinícola Gilioli, Travessão Lagoa Bella. Melhoramento Genético A BRS Margot é mais uma variedade de uva desenvolvida pelo Projeto de Melhoramento Genético da Videira, criado em 1977 pela Embrapa Uva e Vinho. O projeto, que visa o desenvolvimento e a criação de novas variedades de qualidade e com boas características agronômicas, já lançou outras cultivares para vinicultura brasileira, que se adaptam bem às condições climáticas dos principais pólos do Brasil. A última a ser lançada pela instituição foi a BRS Violeta, em fevereiro de 2006. A cultivar, também híbrida e recomendada para elaboração de vinhos tinto de mesa, possui boa adaptação à região sul, regiões subtropicais e tropicais do Brasil. Além dela, cultivares de uvas tintas como Isabel Precoce, BRS Cora, Concord Clone 30, BRS Rúbea, também foram lançadas nos últimos anos. As variedades de uvas brancas é outro foco da Embrapa Uva e Vinho. A Moscato Embrapa e a BRS Lorena foram desenvolvidas como cultivares para elaboração de vinho branco aromático. Os nomes, todos femininos e de fácil pronúncia, foram criados de forma a facilitar a memorização em outros países e dos próprios agricultores do setor vinícola brasileiro.