A embaixada brasileira em Madri ainda não recebeu a lista de passageiros mortos no atentado desta manhã (horário local).

Ainda não se sabe se há brasileiros envolvidos na explosão de trens que matou 131 pessoas e deixou mais de 400 feridos no centro da capital espanhola.

Apesar de a autoria do atentado não ter sido assumida por qualquer grupo terrorista até este momento, o governo espanhol já atribui o ataque aos separatistas do Euzkadi Ta Azkatasuna (Pátria Basca e Liberdade, ou ETA). ?Essa é uma gangue criminosa e assassina?, disse o porta-voz do governo, Eduardo Zaplana.