É possível o produtor de leite familiar produzir em média 270 litros de leite dia, com um rebanho de 38 cabeças sendo 23 vacas em lactação, tendo o custo de produção de R$ 0,42 o litro. Estes dados são do Projeto Vitória, da Emater, e foram apresentados no município de Jaguapitã, durante o dia de campo para 160 participantes realizado no final deste mês.

Segundo o médico-veterinário Paulo Tadatoshi Hiroki, executor do Projeto, o modelo de produção de leite idealizado desde 1998 para 105 propriedades leiteiras distribuídas em 11 municípios da região do Arenito de Londrina e Maringá ?tem como ponto comum buscar a redução nos custos de produção e elevar a produtividade por área, sustentado na vocação do Arenito que tem potencial de produzir pastagem no verão e cana-de-açúcar no inverno?, ambos alimentos considerados de baixo custo.

O Sítio Santa Rita de Cássia é uma das 75 propriedades de referência na produção leiteira. De propriedade de José Panício Sobrinho, com 70 hectares, ela se destaca por ter implantado em apenas 10 hectares de pasto com grande volume necessário para atender os 80 animais leiteiros. Ao ser utilizado como base técnica para o dia de campo, permitiu aos participantes o acompanhamento e avaliação prática das tecnologias adotadas.

O próximo dia de campo do Projeto Vitória será de avaliação anual dos resultados e dá continuidade ao ciclo da metodologia da extensão rural oficial, como ferramenta para evolução e ampliação da atividade leiteira nas propriedades de solo arenito, previsto para dezembro, nesta mesma propriedade rural.