Foto: RAC – Rede Anhaguera de Comunição
Jucemar disputa a jogada com
o jogador do Guarani.

Campinas (AE) – O Guarani voltou a marcar passo dentro do estádio Brinco de Ouro, neste domingo à tarde, quando apenas empatou sem gols com o Coritiba, na abertura do returno do Campeonato Brasileiro. Este foi o quarto empate consecutivo do time campineiro, que soma 23 pontos, ocupa a 21ª posição e sente a pressão por integrar a zona do rebaixamento. O Coxa deixou Campinas satisfeito porque chegou aos 34 pontos, em 13º lugar.

O primeiro tempo foi bastante truncado, com os dois times concentrando seus jogadores no setor de meio campo. O Guarani, mesmo em casa, entrou com três zagueiros e dois volantes, com o técnico Lori Sandri deixando em campo cinco jogadores sem qualquer função ofensiva. O Coritiba se dispôs a ser cauteloso, com a estratégia de buscar o gol no segundo tempo.

As principais chances de gols foram do Coritiba, embora Sandro Hiroshi tenha dado um susto logo aos seis minutos quando em jogada individual acertou o travessão do goleiro Fernando. Mas o Coritiba poderia ter aberto o placar com uma cabeçada de Tuta, aos 26 minutos, e num chute de Capixaba aos 45 minutos, ambos defendidos pelo goleiro Jean.

Como só a vitória interessava ao Guarani, Lori Sandri, finalmente, abriu mão de um marcador, deixando Gláuber nos vestiários para a entrada do atacante Marcão, que é muito fraco. Depois Simão deu novo ânimo ao ocupar a vaga do jovem Caio. O time campineiro se abriu, mas tecnicamente limitado, deixou espaços preciosos para os contra-ataques do Coritiba. Mas os dois times foram improdutivos no setor de criação.

Na verdade, ninguém mereceu vencer, mas o time paranaense perdeu a chance de chegar à sua quarta vitória consecutiva se tivesse um pouco mais de coragem. Ao Guarani ficou a lição de que se não buscar reforços urgentemente não evitará o rebaixamento para a Série B.

Na quarta-feira, o Guarani enfrenta o São Caetano, no ABC, enquanto o Coritiba vai receber o Fluminense, quinta-feira, no estádio Couto Pereira.