Jair Garcia de Freitas, de 69 anos, morador de Piraquara, região metropolitana de Curitiba, teve um ataque cardíaco fulminante no momento em que votava e veio a falecer. De acordo com o chefe de seção, Sérgio Luiz Versolato, os votos confirmados por Freitas foram computados e os que ele não conseguiu fazer foram anulados. Alguns mesários que trabalhavam na seção em Jair votava pediram para serem substituídos.