Cerca de mil pessoas, entre as 1.800 habilitadas a votar, participaram ontem, das 9 às 20 horas, das eleições da regional paranaense da Associação Brasileira de Odontologia (ABO). A votação, feita por meio de cédulas de papel, foi realizada na sede da associação, em Curitiba, em quatro sessões eleitorais.

Duas chapas concorreram nessas eleições: “Muito mais Você”, de situação, e “ABO por Você”, de oposição. A primeira é formada por Tertuliano Ricardo Lopes, candidato a presidente; Márcio Bindo, vice-presidente; Lise Villani de Sousa, secretária; Roberto Casagrande, tesoureiro, e Roberto Cavalli, diretor da Escola de Aperfeiçoamento Especial (EAP). A segunda é composta por Emerson Jorge, candidato a presidente; José Cunha, vice-presidente; Osíris Klamas, secretário; Dalton Bittencourt, tesoureiro, e Egas Aragão, diretor da EAP.

Os vencedores, que até o fechamento desta edição não haviam sido conhecidos, devem assumir no próximo dia 10 de janeiro. “Os candidatos que vencerem as eleições permanecem nos cargos pelo período de dois anos, com direito à uma reeleição por mais dois anos”, informou o atual presidente da entidade, Roberto Veiga Cavalli, há quase quatro anos no cargo.

Segundo Cavalli, a nova diretoria deve ter como meta principal a valorização da profissão do cirurgião-dentista no Estado. Para isso, deve trabalhar pela ampliação do espaço físico da ABO, pela criação de novos cursos de especialização na área de Odontologia e para incentivar os cerca de 2100 associados a terem maior participação dentro da entidade.