O faturamento de janeiro das indústrias da Zona Franca de Manaus (ZFM) ultrapassou em 20,44% o registrado no mesmo mês do ano passado. Foram US$ 2,803 bilhões, contra US$ 2,327 bilhões em janeiro de 2010.

De acordo com a assessoria da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), o setor de eletroeletrônicos manteve a maior participação no faturamento, com US$ 770 milhões (27,49%), um crescimento de 9,30% sobre janeiro do ano passado, que foi de US$ 705 milhões. A segunda maior participação é do segmento de duas rodas, com US$ 701 milhões (25,01%), um crescimento de 42,71%.

Entre os destaques da produção de janeiro, segundo a Suframa, o relógio de pulso atingiu crescimento de 110,70%, com 672 mil unidades produzidas. Também houve aumento significativo na produção de telefone celular, com expansão de 72,96%, totalizando 1,2 milhão de aparelhos.

Ainda segundo a Suframa, também houve crescimento no número de empregos. Foram registrados 109 mil postos de trabalho em janeiro, aumento de 14,18% em relação as 96 mil vagas de janeiro do ano passado.

Japão

Segundo a Suframa, a avaliação inicial é que a tragédia no Japão não tenha impacto na produção das empresas da ZFM. De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado do Amazonas (Sinaees), Wilson Périco, isso ocorre porque nas regiões mais atingidas pelos terremotos e tsunami não há muitas indústrias.

O Japão é o terceiro maior exportador de insumos à ZFM, depois da China e da Coreia do Sul. No primeiro bimestre de 2011, foram importados US$ 233,5 milhões do país, em partes e peças para aparelhos receptores de sinais de televisão, acessórios para motocicletas e para motores de explosão, tubos de borrachas vulcanizadas, circuitos integrados e máquinas e aparelhos mecânicos.