A Vivo informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não comenta a notícia publicada no jornal Gazeta Mercantil dando conta de que a empresa comprou a Telemig e Amazônia Celular.

A reportagem, creditada a fontes próximas da operação, diz que o valor a ser pago pelos controladores da Vivo seria de R$ 3,5 bilhões. Oi, TIM e Vivo eram cotadas pelo mercado como principais interessadas no negócio.

No começo desta semana passada, o presidente da TIM afirmou que não estava participando da disputa pela empresa mineira. O grupo Oi, por sua vez, não confirmou participação no leilão, embora, ontem pela manhã, o diretor de Finanças e Relações com Investidores da empresa, José Luís Salazar, tenha dito que a operadora mineira é "ativo que interessa". O executivo ainda completou: "É uma questão estratégica, que a gente está tomando conta dela, mas não há muito o que dizer neste momento.