As vendas no varejo paulistano cresceram em média 2% no acumulado do ano até o dia 16 de dezembro, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 17, pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Segundo o presidente da ACSP, Rogério Amato, fatores macroeconômicos, como a alta do juros, o encarecimento do crédito e a baixa na confiança do consumidor impactaram negativamente o desempenho do segmento.

A expectativa é de que o resultado divulgado hoje seja o mesmo do encerramento de 2014. “O resultado de 2% mostrado hoje não surpreende, é o que esperamos para o fechamento do ano”, disse. As vendas a prazo no acumulado do ano até o dia 16 cresceram 1,9% ante 2013. Já as vendas à vista na mesma base de comparação cresceram 2,1%. Somente na primeira quinzena de dezembro as vendas a prazo cresceram 8,1% ante os primeiros quinze dias de dezembro de 2013. Já as vendas à vista cresceram 3,7% na mesma base de comparação.

Inadimplência

O Indicador de Registro de Inadimplentes (IRI), que mede a entrada de registro de devedores, cresceu 2,3% no acumulado do ano. Nos primeiros quinze dias deste mês a alta foi de 3,2%. O Indicador de Recuperação de Crédito (IRC), que mostra os cancelamentos de dívidas, também mostrou crescimento de 2,9% no acumulado do ano é de 8,3% na primeira quinzena de dezembro ante mesmo período de 2013. Os números aferidos pelos dois indicadores, segundo a ACSP, mostra que a inadimplência está estável.