O volume de vendas do comércio varejista cresceu 0,2% em agosto deste ano em relação a julho, informou hoje o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No mesmo período, a receita nominal subiu 1,0%.

Embora seja o terceiro mês consecutivo de expansão das vendas e o sétimo de crescimento da receita em relação ao mês anterior, o indicador mostra sinais de desaceleração.

Na comparação anual, as altas são de 10,1% para o volume de vendas e de 13,7% para a receita nominal.

No acumulado de 2012, as taxas de crescimento são de 9,0% para as vendas e de 12,0% para a receita nominal.

Segmentos

Entre as dez atividades do varejo analisadas, sete tiveram variação positiva em relação ao mês anterior (com ajustes sazonais).

Os destaques foram veículos e motos, partes e peças, com alta de 7,7%, equipamentos e material para escritório, informática e comunicação, com 5,3% de expansão, e material de construção, com avanço de 3,4%.

Por outro lado, apresentaram variação negativa livros, jornais, revistas e papelaria, com recuo de 0,2%, tecidos, vestuário e calçados, com baixa de 0,8% e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, com redução de 1,1%.