Vendas de papelão recuam 3,83% em junho ante maio

As vendas da indústria brasileira de papelão ondulado totalizaram 219,119 mil toneladas em junho, segundo dados preliminares divulgados hoje pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). O resultado representa uma expansão de 17,22% em relação a junho do ano passado (186,936 mil toneladas). Na comparação com maio, o indicador apresentou queda de 3,83%. As vendas de papelão ondulado são consideradas um termômetro para a atividade econômica como um todo, já que ele serve de matéria-prima para a fabricação de embalagens.

Apesar da queda na comparação com o mês anterior, vale ressaltar que o setor apurou em maio um novo recorde mensal de vendas, com a comercialização de 227,841 mil toneladas, segundo dados revisados pela entidade. O total negociado em junho é o quarto melhor resultado do setor desde o início do levantamento, em 2000, ficando atrás apenas de maio, março de 2010 (221,126 mil toneladas) e outubro de 2009 (220,767 mil toneladas).

Com o resultado de junho, o setor encerrou o primeiro semestre com vendas de 1,256 milhão de toneladas, alta de 19,49% ante igual intervalo do ano passado. O resultado supera o recorde anterior para o período, apurado em 2007, quando as vendas somaram 1,133 milhão de toneladas.

Voltar ao topo