As vendas de papelão ondulado da indústria brasileira somaram 193,97 mil toneladas em agosto, um novo recorde histórico para o setor no mês, segundo a série histórica da Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). O resultado divulgado hoje, ainda preliminar, representa uma expansão de 0,44% em relação ao total vendido em agosto de 2008, quando as vendas somaram 193,12 mil toneladas.

Na comparação com o dado revisado de julho (194,47 mil toneladas), no entanto, o indicador apresentou queda de 0,25%, segundo dados da entidade. “As vendas no mês ficaram dentro das previsões do setor”, afirmou em comunicado o presidente da ABPO, Paulo Sérgio Peres.

No acumulado de janeiro a agosto, o setor comercializou 1,440 milhão de toneladas, o que representa uma retração de 5,67% em relação ao mesmo intervalo de 2008. É a primeira vez, desde o início do ano, que o setor registra queda no acumulado anual abaixo de 6%. As vendas de papelão ondulado, utilizado na fabricação de embalagens, são consideradas um termômetro para o desempenho da economia no País.