As vendas de máquinas agrícolas no mercado interno não devem crescer este ano em comparação com 2010. No entanto, o crescimento zero pode ser considerado um resultado positivo, segundo Cledorvino Belini, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). “O ano de 2010 já foi um ano muito robusto, o melhor deste 1976 para o setor. Já é um resultado muito bom manter o nível de vendas de 2010”, afirmou.

No ano passado, as vendas de máquinas agrícolas cresceram 23,8% na comparação 2009. Foram comercializadas 68,5 mil unidades. Entre as máquinas agrícolas nacionais, o crescimento das vendas no mercado brasileiro foi de 26,1% na comparação com 2009. Já as vendas de máquinas agrícolas importadas recuaram 49,5%.

Inadimplência

O índice de inadimplência nos financiamentos de veículos em novembro de 2010 ficou abaixo do registrado nos mesmos meses dos últimos anos. Segundo dados divulgados hoje pela Anfavea, a inadimplência em novembro foi de 3%, enquanto os índices de 2009 e 2008 foram 4,6% e 4,1%, respectivamente.

O volume de crédito concedido em novembro de 2010 cresceu 18,3%, passando de R$ 155,6 bilhões em novembro de 2009 para R$ 184,1 bilhões. O índice de confiança do consumidor também avançou: passou de 115,5% em 2009 para 126,2% em 2010.

Essas são as razões principais apresentadas pela entidade para o crescimento recorde na produção e vendas de veículos no ano passado. Em 2010, foram produzidas 3,64 milhões de unidades, 14,3% a mais do que em 2009. As vendas em 2010 somaram 3,52 milhões de unidades, um número 11,9% superior que o de 2009.