O valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria diminuiu 2,6% em novembro ante outubro, segundo dados da Pesquisa Industrial Mensal: Emprego e Salário, divulgada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quinta=fera, 15. O resultado elimina parte do avanço de 1,1% registrado no mês anterior.

Em novembro, a folha de pagamento teve influência negativa tanto da indústria de transformação (-2,2%), quanto do setor extrativo (-3,7%). Na comparação com novembro de 2013, o valor da folha real de pagamento recuou 5,6%, na sexta taxa negativa consecutiva neste tipo de confronto. No acumulado de janeiro a novembro de 2014, a folha de pagamento real caiu 0,8%. Em 12 meses, houve recuo de 1,0%, a queda mais intensa desde abril de 2010 (-1,1%).