O presidente da União da Indústria de Cana de Açúcar (Unica), Marcos Jank, acredita que os preços da gasolina não subirão tão cedo. Jank participa, nesta quarta-feira, 29, de reunião do comitê de energia da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos (Amcham).

“Como a gasolina tem o preço fixo desde 2006, o etanol perdeu competitividade, porque seus preços refletem aumento de custos do setor”, disse. Para Jank, a saída pode estar em uma redução de impostos por parte do governo. “Estamos trabalhando também na redução de custos de produção”.

O executivo disse também que vê na nova presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, preocupação com a questão da receita da empresa, que passa pelo preço da gasolina. “Mas o principal acionista da Petrobras é o governo, que tem preocupações com a inflação e pode impedir qualquer aumento da gasolina”.