Walter Alves / GPP
Walter Alves / GPP

Vendramini: Aposto que será
a profissão do futuro.

Especialistas em risco é o que o curso de Ciências Atuariais formam. Autorizado em 1957 e reconhecido desde 1961, apenas oito instituições no país oferecem o curso, no Sul existe somente em Porto Alegre e Curitiba. Mesmo não sendo uma profissão recente, a procura ainda é limitada – registrados no País, existem apenas 1.562 atuários -, mas as oportunidades de mercado são inúmeras e bastante atraentes.

?O curso  é pouco divulgado e as empresas não procuram, mas precisam. Logo, tem poucos profissionais habilitados e um potencial de mercado muito grande. Aposto que será a profissão do futuro?, explica o coordenador do curso, da Fundação de Estudos Sociais do Paraná (Fesp), Luiz Fernando Vendramini.

Vendramin confirma dizendo que quase todos os 15 alunos de sua turma estão empregados. ?Para você ter uma idéia, chegou um anúncio em março deste ano, à procura de um atuário, com dois anos de experiência, oferecendo o salário inicial de R$ 3.500. O cargo não foi preenchido: por falta de profissionais e quem tem essa experiência ganha mais?, afirma, dizendo que o salário de um atuário recém-formado, sem experiência inicia-se em R$ 1.200, mas com a experiência o salário final pode ser até 20 vezes superior.

Mas afinal o que faz um atuário? ?Tudo o que envolve risco envolve o atuário. Em algumas áreas, como no caso dos planos de saúde e órgãos de previdências, a presença desse profissional é obrigatória. É um campo bem restrito, mas de grande importância para todos: qualquer plano de saúde, aquele valor que você paga por mês, quem calculou foi um atuário, assim como a quantia do seguro do carro. Estamos no dia a dia das pessoas mas muitos não sabem?, explica o sócio de Vendramini, na empresa de consultoria na área, Luiz Cláudio Kogut.

Entre aptidões que o candidato deve ter ao ingressar em um curso para ser atuário seria gosto pela matemática, pesquisa, economia e finanças. ?Você junta a parte do dinheiro com a estatística em diversas áreas: saúde, seguro de vida, de carro, grandes investimentos, negócios?, explica Vendramini.