A Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia (UE), afirmou hoje que não há discussões em andamento ou sendo planejadas para a liberação de empréstimos emergenciais para Portugal. “Não há discussões para esse efeito”, disse Amadeu Altafaj Tardio, porta-voz da comissão. O país tem sido cada vez mais pressionado nos últimos dias para aceitar uma ajuda financeira.

Durante o fim de semana, circularam na imprensa internacional rumores de que Alemanha e França estariam pressionando Portugal a pedir um socorro financeiro, o que foi negado ontem por um porta-voz do Ministério das Finanças alemão. Também se especulou nos últimos dias que Portugal estaria pronto para pedir um resgate de cerca de 100 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.