O Tesouro Nacional cancelou, na tarde de ontem, os leilões de títulos públicos que faria hoje e amanhã. É a segunda vez nesta semana que o governo suspende operações programadas devido às turbulências no mercado financeiro.

No cronograma divulgado no último dia 29 de abril, estava previsto o leilão de venda de NTN-B (Notas do Tesouro Nacional – série B) hoje. Amanhã, seria realizado o leilão de troca de NTN-B.

NTN-B é um título que rende ao investidor a variação do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que mede a inflação oficial no País), além de juros definidos no momento da compra do papel.

Na segunda-feira passada, o Tesouro já havia cancelado ofertas de títulos de curto prazo (LTN), prefixados de longo prazo (NTN-F) e pós-fixados (LFT).

Na semana passada, o Tesouro também já havia recomprado cerca de R$ 3,3 bilhões em títulos públicos pós-fixados (LFTs, Letras Financeiras do Tesouro Nacional) entre quarta e sexta-feira.

Os papéis, com prazo de vencimento entre 2007 e 2009, foram recomprados porque seus valores vinham caindo muito no mercado.

A operação ajudou a evitar que fundos de investimento, que têm em suas carteiras esses títulos, sofressem perdas e alimentassem os saques pelos investidores.