O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou nesta quarta-feira que o setor de telecomunicações precisará investir anualmente entre R$ 24 bilhões e R$ 25 bilhões. Durante audiência na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados, o ministro disse que a média anual de investimentos foi de R$ 17 bilhões nos últimos anos.

“O setor precisa aumentar os investimentos como um todo. Adotamos algumas medidas que aumentam a demanda por investimentos”, afirmou, citando como exemplo o plano de Internet popular, lançado pelo governo, e o regulamento, votado no âmbito da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que exige qualidade mínima nos serviços de Internet.

Na média, segundo Bernardo, as empresas terão que oferecer no mínimo 60% da velocidade contratada em planos de Internet neste ano, 70% ano que vem e, a partir de 2014, 80%. O ministro lembrou ainda que as empresas terão de compartilhar suas redes e torres com as concorrentes.

Bernardo afirmou que o ministério está discutindo com o Congresso uma lei para regulamentar a instalação de antenas. Segundo ele, mais de 250 municípios em todo o País já criaram leis específicas nessa área.