Foto: Fábio Alexandre/O Estado

Publicitários no centro dos debates, à procura dos segredos da comunicação.

Qual o segredo de uma bela peça publicitária? Por que algumas propagandas se tornam inesquecíveis, outras não? Como consolidar uma marca no mercado? Questões como estas, que norteiam o mercado publicitário, estão sendo comentadas pelos maiores nomes do marketing do País, desde ontem, durante o II Fórum de Marketing de Curitiba. O evento segue hoje, o dia todo, no auditório do Centro Universitário Positivo (UnicenP).  

?Para a propaganda não se transformar numa commodity, ela tem que se tornar indispensável ao cliente. Temos que fazer, portanto, o que uma empresa não é capaz de fazer sozinha?, sentenciou Marcello Serpa, diretor de criação da AlmapBBDO – uma das maiores agências de publicidade do Brasil e a mais premiada do mundo em 2004 e 2005 -, que apresentou dezenas de peças publicitárias ontem, durante o II Fórum.

No rol de clientes da AlmapBBDO estão empresas como O Boticário, Havaianas – inclusive com propaganda para outros 40 países – Volkswagen, Mizuno, Gol Linhas Aéreas, Pepsi. ?O papel das agências tem mudado. Há dez anos, a agência era um fornecedor, quando muito um parceiro. Vendia-se uma propaganda de 30 segundos, um outdoor. Hoje não, vende-se a idéia, não a campanha?, comentou Serpa, acrescentando que a agência de publicidade tem ainda que fazer parte do núcleo de marketing da empresa cliente para desenvolver um trabalho melhor.

Questionado sobre como um profissional da área pode se tornar mais criativo, Serpa foi objetivo: ?Nunca faça só o que foi pedido, nunca se contente em fazer apenas uma vez. Faça, refaça, três, quatro vezes, dez, nem que seja para optar pela primeira. É um exercício de criação para que haja parâmetros?, ensinou. Outra dica, segundo ele, é ?pensar lateralmente?, ou seja, ?olhar para um objeto qualquer, um lápis, e enxergar outras funções?.

Kodak

Outro palestrante do evento, Jairo Rozenblit, gerente de Marketing de Câmeras e Home Printing da Kodak no Brasil, anunciou que dois novos modelos de câmeras digitais devem ser fabricados a partir do próximo ano pela Kodak, em sua fábrica de Manaus. O lançamento deve ser feito em dezembro deste ano, com campanha publicitária, para aproveitar o período do Natal. Até o ano passado, todas as máquinas da Kodak eram produzidas na China.

Segundo Rozenblit, a intenção da empresa é consolidar a liderança no mercado de câmeras digitais, alcançada no ano passado com a câmera modelo C-360, a primeira fabricada no Brasil. Dados do IDC apontam que a Kodak detém hoje 19% de market share.

O mercado de câmeras digitais é um dos que mais cresce no Brasil. Segundo Rozenblit, este ano devem ser comercializadas 2,8 milhões de câmeras digitais em todo o País e em 2007 este número deve alcançar o patamar de 3,5 milhões. ?A câmera digital é o sonho de consumo hoje de todo o brasileiro?, afirmou.

Rozenblit proferiu a palestra sobre ?A reinvenção de um negócio com as mudanças de mercado?, no qual explicou que a Kodak vai manter investimentos em pontos de venda como quiosques e nos programas de relacionamento com vendedores e balconistas.

Programação continua hoje com mais seis convidados

O II Fórum de Marketing de Curitiba segue hoje com outros seis convidados. Às 8h45, a Head of Comunication da Adidas Brasil, Thaya Marcondes, vai falar sobre a revitalização da marca Adidas. Às 10h20, será a vez de o diretor de marketing e produtos da Losango, Marcelo Velloso, subir ao palco para proferir a palestra ?Marketing para as classes populares?, em que mostrará a importância das classes populares nos negócios de hoje e como maximizar esta oportunidade. Às 11h20, o executivo e consultor de negócios Carlos Ferreirinha, da MCF Consultoria, vai falar sobre ?O marketing de luxo e o público de alto poder aquisitivo?.

À tarde, a partir das 14h15, será a vez de Fernando Figueiredo, da Bullet, proferir palestra sobre como posicionar uma marca num mercado competitivo e como usar o marketing de uma maneira diferente. Em seguida, às 15h25, está programada palestra com Afonso Braga, da Burger King, denominada ?A construção de uma grande marca internacional no Brasil?. Por fim, às 17h10, Fernando Pantaleão, da Natura, vai falar sobre a construção de uma marca líder e as estratégias que levaram a empresa a atingir a liderança no segmento.

A duração de cada palestra é de cinqüenta minutos, seguida de vinte minutos destinados à retirada de dúvidas e realização de perguntas por parte da platéia.

Serviço: O Fórum está sendo realizado no Teatro UnicenP, localizado na Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300. Informações pelo fone (41) 3317-3193, marketing@unicenp.edu.br ou pelo site www.unicenp.edu.br/forumdemkt.