O grupo sueco Arla, uma das maiores empresas do setor de laticinios da Europa, está interessado em comprar parte da Parmalat no Brasil. O assessor de imprensa do grupo na Suécia, Louis Honoré, confirmou o interesse, mas disse que ainda não foi feito nenhum contato oficial com a Parmalat sobre o assunto.

Em entrevista ao jornal econômico italiano Il Sole 24 Ore, o presidente da companhia, Aake Modig, afirmou que, no momento, há interesse na eventual compra das sociedades da Parmalat que operam nos países onde eles já têm uma clientela, “sobretudo no Brasil”. Modig disse ainda que se a multinacional italiana colocar à venda unidades que os interessam, eles vão avaliar a aquisição utilizando o credito que o grupo sueco tem com a Parmalat, de cerca de US$ 5 milhões.

Dúvidas

“Acredito que o novo administrador, Enrico Bondi, tentará manter em funcionamento a área de laticínios na esperança de encontrar um comprador”, disse Modig na entrevista. “Mas penso que não será fácil pois ainda há muitas dúvidas a respeito da contabilidade do grupo.”