O modelo de internet móvel rural que o governo pretende licitar até abril do ano que vem poderá proporcionar conexões de dados a uma distância de até 60 quilômetros das antenas de transmissão. Esse é o alcance da faixa de 450 megahertz (MHz) na Suécia, país que já conta com 95% de cobertura por esse tipo de sinal.

De acordo com técnicos do Ministério das Comunicações e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que visitaram empresas suecas na semana passada, o alcance das antenas que operam nessa frequência pode chegar entre 100 e 200 quilômetros no mar, o que poderia ser aproveitado no Brasil, por exemplo, pela indústria de cruzeiros marítimos.

O leilão da faixa de 450 MHz faz parte do Programa Geral de Metas de Universalização (PGMU), lançado em junho deste ano. Além de levar a banda larga às zonas rurais do País, será obrigatório o fornecimento gratuito do serviço a todas as escolas públicas nessas regiões.

Na Suécia, onde a faixa também é utilizada principalmente nas áreas de menor densidade demográfica, devido ao grande alcance, a velocidade de transmissão de dados varia de 1 megabits por segundo (Mbps) – nos pontos mais distantes das antenas – até 3,1 Mbps nos pontos mais próximos. De acordo com os técnicos da Anatel e do ministério, porém, existem estudos para triplicar essas velocidades nos próximos anos.

De acordo com eles, a empresa sueca Net1 – que também detém a marca Ice.net – demonstrou interesse na licitação da faixa no Brasil, bem como a Ericsson, principal fabricantes de equipamentos no país escandinavo.