A Standard & Poor’s reafirmou hoje o rating soberano de longo prazo da Índia em BBB- e o de curto prazo em A-3. A perspectiva dos ratings continua estável.

Em comunicado, a agência de classificação de risco explicou que os ratings refletem o sólido perfil externo da Índia e a melhora na credibilidade monetária do país. “Esses fatores, combinados com instituições democráticas fortes e a imprensa livre, que garantem a estabilidade das políticas e a previsibilidade, sustentam o grau de investimento da Índia”, afirmou a S&P.

BBB- é a última nota considerada grau de investimento pela S&P.

Por outro lado, a agência destacou que a Índia tem fragilidades, como uma baixa renda per capita e finanças públicas fracas.

A S&P prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) indiano crescerá 7,4% neste ano (6%, em termos per capita). Para o período de 2015 a 2018, a agência calcula expansão média um pouco abaixo de 8%, o que resultaria em aumento per capita um pouco inferior a 7%.

A perspectiva estável indica que a S&P não acredita que as finanças públicas da Índia irão avançar o suficiente neste ou no próximo ano de forma a justificar uma eventual elevação dos ratings do país. Da mesma forma, os perfis econômico, externo ou monetário indianos não deverão se deteriorar a ponto de levar a um rebaixamento das notas, acrescentou a agência.