O levantamento feito pela Associação Sul Brasileira da Indústria de Cerâmica para Revestimento (ASULCER) registra redução de produção e vendas no mercado externo no segundo trimestre do ano se comparado ao mesmo período do ano anterior.

A Associação Sul Brasileira da Indústria de Cerâmica para Revestimento (ASULCER)
apresenta os dados referentes ao segundo trimestre de 2007. O mercado de investimento cerâmico no sul reduziu a produção e vendas no mercado externo no
mesmo período do ano passado. Segundo levantamento feito pela entidade houve
uma redução de 4,7% na produção total do segundo trimestre do ano passado para
este ano. Apesar de ser o maior pólo exportador das Américas, houve uma redução
de quase 13% nas vendas para o mercado externo na comparação entre os mesmos
períodos. A análise de vendas aponta que houve um crescimento de vendas para o
mercado interno de cerca de 4%.

O presidente da ASULCER, Cláudio Ávila da Silva, revela que o principal fator para a redução de vendas no exterior foi a queda do dólar, e que no momento os empresários do setor estão focando sua atuação para ampliar a participação no mercado interno. Ávila acredita que o segundo semestre será melhor. "A expectativa é que no segundo semestre deste ano tenha uma melhora nas vendas", afirma.

Os números apontam ainda que houve um incremento na produção de porcelanato de
8%. Já a produção de piso, parede e fachada teve uma redução média de 7,4%. O
que reforça que as associadas da entidade produziram mais material de alta
categoria já que o porcelanato é um revestimento obtido de matéria prima de
altíssima qualidade e que tem mercado interno garantido, já que houve um
aumento das vendas deste material em 26% em relação ao mesmo período de 2006.